Padrão Freire – Antigo

Última atualização em: 01 de agosto, 2014

 

Este artigo visa esclarecer algumas particularidades existentes nos municípios atendidos pelo padrão Freire. Estas características referem-se a regras impostas pelas prefeituras e podem gerar mal compreensão quando usuários realizam o envio de RPS ao InvoiCy NFS-e e este retorna-o como rejeitado.

A característica mais importante deste padrão é a necessidade de solicitar à prefeitura a liberação da série para informar na emissão de NFS-e. Caso isso não seja feito, o RPS é rejeitado pela prefeitura.

Outra característica é a obrigação de informar o tomador do serviço na nota, ou seja, não é permitido declarar uma nota com tomador anônimo.

Esse padrão não possui cancelamento de NFS-e via Web Services, o cancelamento deverá ser feito no sistema on line que se encontra no site da prefeitura.

Por fim, o padrão Freire também não permite a substituição de RPS.

A natureza da Operação segue o padrão ABRASF 2.

Obtenha mais detalhes do XML de envio do padrão em: Padrão Freire.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s