Padrão ISS Simples SPCONSIG – Antigo

Última atualização em: 24 de setembro, 2015

 

O Padrão ISS Simples SpConsig não segue nenhum modelo ABRASF, porém oferece suporte à tecnologia de Web Services. Os Web Services disponíveis são Recepção de RPS e Consulta do RPS. Abaixo, segue descritas as particularidades deste novo padrão:

1. Natureza da Operação

Caso o contribuinte utilizar a tabela unificada, o campo de natureza da operação deverá seguir o padrão do InvoiCy NFS-e definido na coluna “Código Tabela Unificada”, caso contrário, o contribuinte deverá utilizar a codificação da coluna “Código Prefeitura”:

2. O sistema não permite:

  • Inutilização da Nota;
  • Cancelamentos Via Web Service na prefeitura;
  • Recepção de RPS sem Tomador;
  • Substituição de NFS-e;

3. Número e Série do RPS

O sistema da prefeitura não considera Série do RPS para realizar a emissão da NFS-e, o número utilizado para o RPS deve seguir um sequencial e nunca ser utilizado mais de uma vez.

4. Número do Lote

O número do lote é sequencial, não possibilita ser repetido e o sistema sempre espera um determinado valor, por exemplo: O último lote efetivado na prefeitura tinha o número 8, assim, para o próximo envio o sistema espera obrigatoriamente o número 9, sem exceções.

5. Senha de comunicação com o Web Service

Para realizar a comunicação com o Web Service, deve-se informar no cadastro da empresa a senha que a mesma utiliza para acessar o portal de NFS-e da prefeitura, como mostra a imagem abaixo:

6. Cancelamento de NFS-e

Não existe Web Service de Cancelamento de NFS-e, por esse motivo, o cancelamento da nota deve ser realizado diretamente no portal de NFS-e da prefeitura.

Após realizar o login no portal, através do menu “Nota Fiscal”, o usuário deverá clicar na opção “Cancelar / Ativar NF-e”, de acordo com a imagem:

Ao fazer isso, o usuário é redirecionado para uma tela com filtros, onde pode-se tanto buscar diretamente pelo número da NFS-e quanto pelos dados do tomador da nota, após realizar a consulta, o usuário clica no botão disponível na linha da nota que se deseja cancelar, como mostra a imagem:

Ao clicar no botão o usuário será novamente redirecionado, desta vez para uma tela que contém as principais informações da NFS-e a ser cancelada, antes de clicar em “Cancelar / Ativar NF-e”, o usuário deve escrever uma justificativa para a realização desta ação.

Lembrando que é de suma importância que após a NFS-e ser cancelada na plataforma InvoiCy, a mesma deve, sem exceções, ser cancelada no sistema da prefeitura, pois o cancelamento na plataforma InvoiCy não dispõe de Cancelamento de NFS-e no presente padrão, pois o mesmo não oferece Web Services para isso.

7. Exemplo XML

Segue um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e. Clique aqui para fazer download do exemplo.

Padrão ISS Simples SPCONSIG

Última atualização em: 24 de setembro, 2015

 

O Padrão ISS Simples SpConsig não segue nenhum modelo ABRASF, porém oferece suporte à tecnologia de Web Services. Os Web Services disponíveis são Recepção de RPS e Consulta do RPS. Abaixo, segue descritas as particularidades deste novo padrão:

1. Natureza da Operação

O campo de natureza da operação deverá seguir o padrão do InvoiCy NFS-e abaixo:

2. O sistema não permite:

  • Inutilização da Nota;
  • Cancelamentos Via Web Service na prefeitura;
  • Recepção de RPS sem Tomador;
  • Substituição de NFS-e;

3. Número e Série do RPS

O sistema da prefeitura não considera Série do RPS para realizar a emissão da NFS-e, o número utilizado para o RPS deve seguir um sequencial e nunca ser utilizado mais de uma vez.

4. Número do Lote

O número do lote é sequencial, não possibilita ser repetido e o sistema sempre espera um determinado valor, por exemplo: O último lote efetivado na prefeitura tinha o número 8, assim, para o próximo envio o sistema espera obrigatoriamente o número 9, sem exceções.

5. Senha de comunicação com o Web Service

Para realizar a comunicação com o Web Service, deve-se informar no cadastro da empresa a senha que a mesma utiliza para acessar o portal de NFS-e da prefeitura, como mostra a imagem abaixo:

6. Cancelamento de NFS-e

Não existe Web Service de Cancelamento de NFS-e, por esse motivo, o cancelamento da nota deve ser realizado diretamente no portal de NFS-e da prefeitura.

Após realizar o login no portal, através do menu “Nota Fiscal”, o usuário deverá clicar na opção “Cancelar / Ativar NF-e”, de acordo com a imagem:

Ao fazer isso, o usuário é redirecionado para uma tela com filtros, onde pode-se tanto buscar diretamente pelo número da NFS-e quanto pelos dados do tomador da nota, após realizar a consulta, o usuário clica no botão disponível na linha da nota que se deseja cancelar, como mostra a imagem:

Ao clicar no botão o usuário será novamente redirecionado, desta vez para uma tela que contém as principais informações da NFS-e a ser cancelada, antes de clicar em “Cancelar / Ativar NF-e”, o usuário deve escrever uma justificativa para a realização desta ação.

Lembrando que é de suma importância que após a NFS-e ser cancelada na plataforma InvoiCy, a mesma deve, sem exceções, ser cancelada no sistema da prefeitura, pois o cancelamento na plataforma InvoiCy não dispõe de Cancelamento de NFS-e no presente padrão, pois o mesmo não oferece Web Services para isso.

7. Exemplo XML

Segue um exemplo de XML enviado ao InvoiCy BR. Clique aqui para fazer download do exemplo.

Padrão RLZ

Última atualização em: 05 de fevereiro, 2016

 

O padrão RLZ não segue o modelo ABRASF. Desta forma, possui diversas particularidades listadas abaixo:

1. Token Web Service

O padrão exige a utilização de um token de autenticação do prestador a cada comunicação com a prefeitura. Este token pode ser obtido através do menu Token Web Service no sistema online do município.

O valor deste campo deve ser preenchido no cadastro da empresa no campo Chave primária de autenticação.

2. Série

Recomenda-se utilizar sempre a série B, pois ela representa notas eletrônicas.

3. Substituição

O xml enviado para a prefeitura não permite informar substituição.

4. Intermediário

O xml enviado para a prefeitura não permite informar intermediário.

5. Local Prestação

Deve-se informar o grupo <LocalPrestacao>, juntamente com informação na tag <SerEndCep>.

6. Cancelamento

Os web services do padrão não disponibilizam serviço de cancelamento. Portanto, sugere-se cancelar a nota diretamente na prefeitura e, após isso, solicitar o cancelamento no InvoiCy pois o sistema irá marcar como cancelada para manter o controle, sem que exista conexão com a prefeitura.

7. Tomador

Nas informações do tomador, além do CPF/CNPJ é possível informar o RG quando for pessoa física ou inscrição estadual quando for pessoa jurídica. Utilizar o campo <TomaIE> nestes casos. Quando o tomador for estrangeiro, informar o passaporte no campo <DocTomadorEstrangeiro>.

8. Ambiente de Homologação

Devido a autorizações impostas pela RLZ, para obter um web service de homologação é necessário solicitar a criação de um web service através do sistema da prefeitura em uma área acessível somente por empresas já cadastradas no município. Devido a limitação que tínhamos uma empresa parceira apenas no município de Rancharia/SP durante o período em que o padrão foi integrado no InvoiCy, disponibilizamos inicialmente o ambiente de homologação apenas para este município.


Como o padrão RLZ exige que as empresas homologuem primeiro para autorizar a emissão em produção, caso o parceiro esteja cadastrando a empresa em um município do padrão RLZ que ainda não tenha sido inicializado o ambiente de homologação, deverá solicitar ao nosso atendimento a criação do web service de homologação do município que seu cliente precisa emitir para que possamos inicializá-lo no InvoiCy.

9. Exemplo de XML

Abaixo, um exemplo de XML de exemplo do InvoiCy NFS-e com todos os campos aceitos pelas prefeituras do padrão RLZ. O usuário poderá informar os demais campos do layout do InvoiCy para fins de impressão do espelho da Nota, o que é recomendado. Clique aqui para fazer download do exemplo.

Padrão RLZ – Antigo

Última atualização em: 05 de fevereiro, 2016

 

O padrão RLZ não segue o modelo ABRASF. Desta forma, possui diversas particularidades listadas abaixo:

1. Token Web Service

O padrão exige a utilização de um token de autenticação do prestador a cada comunicação com a prefeitura. Este token pode ser obtido através do menu Token Web Service no sistema online do município.

O valor deste campo deve ser preenchido no cadastro da empresa no campo Chave primária de autenticação.

2. Série

Recomenda-se utilizar sempre a série B, pois ela representa notas eletrônicas.

3. Substituição

O xml enviado para a prefeitura não permite informar substituição.

4. Intermediário

O xml enviado para a prefeitura não permite informar intermediário.

5. Local Prestação

Deve-se informar o grupo <LocalPrestacao>, juntamente com informação na tag <SerEndCep>.

6. Cancelamento

Os web services do padrão não disponibilizam serviço de cancelamento. Portanto, sugere-se cancelar a nota diretamente na prefeitura e, após isso, solicitar o cancelamento no InvoiCy, pois o sistema irá marcar como cancelada para manter o controle, sem que exista conexão com a prefeitura.

7. Tomador

Nas informações do tomador, além do CPF/CNPJ é possível informar o RG quando for pessoa física ou inscrição estadual quando for pessoa jurídica. Utilizar o campo <TomaIE> nestes casos. Quando o tomador for estrangeiro, informar o passaporte no campo <DocTomadorEstrangeiro>.

8. Ambiente de Homologação

Devido a autorizações impostas pela RLZ, para obter um web service de homologação é necessário solicitar a criação de um web service através do sistema da prefeitura em uma área acessível somente por empresas já cadastradas no município. Devido a limitação que tínhamos uma empresa parceira apenas no município de Rancharia/SP durante o período em que o padrão foi integrado no InvoiCy, disponibilizamos inicialmente o ambiente de homologação apenas para este município.


Como o padrão RLZ exige que as empresas homologuem primeiro para autorizar a emissão em produção, caso o parceiro esteja cadastrando a empresa em um município do padrão RLZ que ainda não tenha sido inicializado o ambiente de homologação, deverá solicitar ao nosso atendimento a criação do web service de homologação do município que seu cliente precisa emitir para que possamos inicializá-lo no InvoiCy.

9. Exemplo de XML

Abaixo, um exemplo de XML de exemplo do InvoiCy NFS-e com todos os campos aceitos pelas prefeituras do padrão RLZ. O usuário poderá informar os demais campos do layout do InvoiCy para fins de impressão do espelho da Nota, o que é recomendado. Clique aqui para fazer download do exemplo.

Padrão ArrecadaNet

Última atualização em: 09 de setembro, 2015

 

O Padrão ArrecadaNet segue o padrão ABRASF. Segue abaixo suas particularidades:

1. Numeração do RPS

A numeração do RPS deverá ser obrigatoriamente única, uma vez que o padrão não possui série.

2. O sistema não permite:

  • Substituição de RPS.
  • Efetivar uma nota sem Tomador.
  • Enviar um RPS com intermediário.

3. Lote do RPS

É permitido enviar apenas 1 RPS por lote à prefeitura.

4. Cancelamento

O cancelamento da NFSe está disponível apenas via sistema da prefeitura. Ao solicitar o cancelamento no InvoiCy, a nota terá seu status atualizado para cancelado.

5. Habilitação para emissão

É necessário solicitar junto a prefeitura, a liberação do contribuinte para realizar a emissão de NFSe via WebService. Para o município de Guarai-TO, este processo é realizado pelo Sr. Belmivan.

Inicialmente a empresa será liberada para a emissão em ambiente de homologação, e após serem realizados todos os testes necessários, será obrigatoriamente necessário entrar em contato com a prefeitura, para solicitar a autorização de emissão em ambiente de produção, ou seja, a alteração de ambiente no InvoiCy não será apenas suficiente para a emissão em produção, pois o ambiente da emissão é configurado via cadastro do contribuinte no sistema de emissão do município.

As notas emitidas em ambiente de homologação, terão sempre o número da NFSe ‘999’ e código de verificação ‘AAA1-CCC2’. Ainda neste ambiente, a consulta da nota não é retornada, sendo retornada a seguinte mensagem: ‘RPS não encontrado’.

6. Natureza da Operação

O campo Natureza da Operação é tratado como sendo o Item da Lista do Serviço para este padrão, ou seja, o campo (tag) ‘<natOp>’ não precisará ser informado,  e ao invés disto, será necessário informar o campo ‘<IteListServico>’, com o valor correspondente ao item do serviço.

7. Exemplo XML

Para visualização de um XML de exemplo, clique aqui.

Padrão ArrecadaNet – Antigo

Última atualização em: 09 de setembro, 2015

 

O Padrão ArrecadaNet segue o padrão ABRASF. Segue abaixo suas particularidades:

1. Numeração do RPS

A numeração do RPS deverá ser obrigatoriamente única, uma vez que o padrão não possui série.

2. O sistema não permite:

  • Substituição de RPS.
  • Efetivar uma nota sem Tomador.
  • Enviar um RPS com intermediário.

3. Lote do RPS

É permitido enviar apenas 1 RPS por lote à prefeitura.

4. Cancelamento

O cancelamento da NFSe está disponível apenas via sistema da prefeitura. Ao solicitar o cancelamento no InvoiCy, a nota terá seu status atualizado para cancelado.

5. Habilitação para emissão

É necessário solicitar junto a prefeitura, a liberação do contribuinte para realizar a emissão de NFSe via WebService. Para o município de Guarai-TO, este processo é realizado pelo Sr. Belmivan.

Inicialmente a empresa será liberada para a emissão em ambiente de homologação, e após serem realizados todos os testes necessários, será obrigatoriamente necessário entrar em contato com a prefeitura, para solicitar a autorização de emissão em ambiente de produção, ou seja, a alteração de ambiente no InvoiCy não será apenas suficiente para a emissão em produção, pois o ambiente da emissão é configurado via cadastro do contribuinte no sistema de emissão do município.

As notas emitidas em ambiente de homologação, terão sempre o número da NFSe ‘999’ e código de verificação ‘AAA1-CCC2’. Ainda neste ambiente, a consulta da nota não é retornada, sendo retornada a seguinte mensagem: ‘RPS não encontrado’.

6. Natureza da Operação

O campo Natureza da Operação é tratado como sendo o Item da Lista do Serviço para este padrão, ou seja, o campo (tag) ‘<natOp>’ não precisará ser informado, e ao invés disto, será necessário informar o campo ‘<IteListServico>’, com o valor correspondente ao item do serviço.

7. Exemplo de XML

Para visualização de um XML de exemplo, clique aqui.

Padrão ISS Online AEG

Última atualização em: 09 de setembro, 2015

O Padrão ISS Online AEG segue o modelo ABRASF 2.02, oferecendo também suporte à tecnologia de Web Services. Os Web Services utilizados são Recepção de Lote de RPS, Consulta de NFS-e por RPS e Cancelamento de NFS-e. Abaixo estão descritas as particularidades deste novo padrão:

1. Natureza da Operação

O campo de natureza da operação deverá seguir o padrão do InvoiCy NFS-e abaixo:

2. O sistema não permite:

  • Inutilização da Nota;

3. Número e Série do RPS

O sistema da prefeitura não considera Série do RPS para realizar a emissão da NFS-e, o número utilizado para o RPS deve seguir um sequencial e nunca ser utilizado mais de uma vez. Porém, a série sempre deve ser informada, pois é utilizada pelo InvoiCy para controlar os documentos.

4. Substituição de RPS

Ao informar valores para Substituição de RPS, o sistema da prefeitura não cancela a NFS-e originada a partir do RPS a ser substituído. O RPS substituído mantém-se vinculado ao novo RPS e o cancelamento do mesmo deve ser realizado manualmente.

5. Tomador

O sistema da prefeitura não permite o envio de um Lote de RPS contendo RPS sem Tomador.

8. Chave de Acesso e Chave de Autorização

A comunicação com os Web Services requer uma “chave de acesso” e uma “chave de autorização” gerada no sistema da prefeitura, cada chave é única para cada sistema externo cadastrado no sistema da prefeitura e a mesma deve ser informada no cadastro da empresa junto ao InvoiCy, para que o mesmo utilize as chaves ao comunicar-se com os Web Services. Para cadastrar uma nova aplicação externa e assim obter as chaves acessar o sistema da prefeitura e clicar no botão “Autorizar Aplicação Externa”, como mostra a imagem:

Após, deve-se clicar em “Nova Autorização”, informar o nome da aplicação externa que obterá acesso aos web services no campo destinado à essa informação e depois em clicar em “Gravar”, como mostra imagem abaixo:

As chaves serão geradas automaticamente pelo sistema. Já de posse das chaves, no cadastro da empresa no sistema InvoiCy, deve informar o valor da CHAVE DE ACESSO no campo “Senha Autenticação” e a CHAVE DE AUTORIZAÇÃO deve ser informada no campo “Chave Primária Autenticação”, de acordo com a imagem abaixo:

Para visualização de um XML de exemplo, clique aqui.

Padrão ISS Online AEG – Antigo

Última atualização em: 09 de setembro, 2015

O Padrão ISS Online AEG segue o modelo ABRASF 2.02, oferecendo também suporte à tecnologia de Web Services. Os Web Services utilizados são Recepção de Lote de RPS, Consulta de NFS-e por RPS e Cancelamento de NFS-e. Abaixo estão descritas as particularidades deste novo padrão:

1. Natureza da Operação

O campo de natureza da operação deverá seguir o padrão do InvoiCy NFS-e abaixo:

2. O sistema não permite:

  • Inutilização da Nota;

3. Número e Série do RPS

O sistema da prefeitura não considera Série do RPS para realizar a emissão da NFS-e, o número utilizado para o RPS deve seguir um sequencial e nunca ser utilizado mais de uma vez. Porém, a série sempre deve ser informada, pois é utilizada pelo InvoiCy para controlar os documentos.

4. Substituição de RPS

Ao informar valores para Substituição de RPS, o sistema da prefeitura não cancela a NFS-e originada a partir do RPS a ser substituído. O RPS substituído mantém-se vinculado ao novo RPS e o cancelamento do mesmo deve ser realizado manualmente.

5. Tomador

O sistema da prefeitura não permite o envio de um Lote de RPS contendo RPS sem Tomador.

6. Chave de Acesso e Chave de Autorização

A comunicação com os Web Services requer uma “chave de acesso” e uma “chave de autorização” gerada no sistema da prefeitura, cada chave é única para cada sistema externo cadastrado no sistema da prefeitura e a mesma deve ser informada no cadastro da empresa junto ao InvoiCy, para que o mesmo utilize as chaves ao comunicar-se com os Web Services. Para cadastrar uma nova aplicação externa e assim obter as chaves acessar o sistema da prefeitura e clicar no botão “Autorizar Aplicação Externa”, como mostra a imagem:

Após, deve-se clicar em “Nova Autorização”, informar o nome da aplicação externa que obterá acesso aos web services no campo destinado à essa informação e depois em clicar em “Gravar”, como mostra imagem abaixo:

As chaves serão geradas automaticamente pelo sistema. Já de posse das chaves, no cadastro da empresa no sistema InvoiCy, deve informar o valor da CHAVE DE ACESSO no campo “Senha Autenticação” e a CHAVE DE AUTORIZAÇÃO deve ser informada no campo “Chave Primária Autenticação”, de acordo com a imagem abaixo:

Para visualização de um XML de exemplo, clique aqui.

Padrão SIGCORP São Gonçalo

Última atualização em: 08 de setembro, 2015

 

O Padrão SIGCORP São Gonçalo não segue o padrão ABRASF. Segue abaixo suas particularidades:

1. Dados de autenticação

Para possibilitar a emissão de Nfse via Webservice, será necessário informar os dados de login do sistema de emissão da prefeitura, nos campos “Usuário Autent.” e “Senha Autent.” no cadastro da empresa, uma vez que a autenticação para este padrão não é feita através de um Certificado Digital.

2. O sistema não permite:

  • Substituição de RPS.
  • Enviar um RPS com intermediário.

3. Natureza da Operação

O campo Natureza da Operação, utilizando a tabela unificada, possui os seguintes valores:

4. Exemplo de XML

Para visualização de um XML de exemplo, clique aqui.

Obs: se o prestador não for optante pelo simples nacional, a alíquota do ISS informada no XML não é recebida pela prefeitura.

Padrão SIGCORP São Gonçalo – Antigo

Última atualização em: 08 de setembro, 2015

 

O Padrão SIGCORP São Gonçalo não segue o padrão ABRASF. Segue abaixo suas particularidades:

1. Dados de autenticação

Para possibilitar a emissão de Nfse via Webservice, será necessário informar os dados de login do sistema de emissão da prefeitura, nos campos “Usuário Autent.” e “Senha Autent.” no cadastro da empresa, uma vez que a autenticação para este padrão não é feita através de um Certificado Digital.

2. O sistema não permite:

  • Substituição de RPS.
  • Enviar um RPS com intermediário.

3. Natureza da Operação

O campo Natureza da Operação utiliza os seguintes valores:

4. Exemplo de XML

Para visualização de um XML de exemplo, clique aqui.

Obs: se o prestador não for optante pelo simples nacional, a alíquota do ISS informada no XML não é recebida pela prefeitura.