Padrão GENFE

 

O Padrão GENFE segue o modelo sugerido pela ABRASF, na versão 1.0. Disponibilizando a tecnologia de Web Services para realizar as emissões de NFS-e. Abaixo, estão descritas as particularidades deste padrão:

1. Número de RPS

O Padrão GENFE utiliza numeração sequencial e série única para a emissão de NFS-e.

2. O sistema não permite:

  • Recepção de RPS sem dados do Tomador (Endereço, Número, código da cidade e UF);
  • Substituição de RPS;

3. Outras Informações

O padrão GENFE não possui uma tag específica para informar “outras informações” sobre o RPS a ser emitido. Por isso no cadastro da empresa deve-se escolher o valor “Sim” para o campo “Concatenar Discriminação e Outras Informações”, como mostra a imagem:

OutrasInformacoes

4. Ambientes

A prefeitura dispõe além do ambiente de produção o ambiente de homologação, para fazer uso deles e consequentemente dos Web Services, é necessário contatar a mesma e fazer a solicitação formal, fornecendo informações como CNPJ e Inscrição Municipal.

Para visualizar um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e, clique aqui.

Padrão GENFE – Antigo

 

O Padrão GENFE segue o modelo sugerido pela ABRASF, na versão 1.0. Disponibilizando a tecnologia de Web Services para realizar as emissões de NFS-e. Abaixo, estão descritas as particularidades deste padrão:

1. Número de RPS

O Padrão GENFE utiliza numeração sequencial e série única para a emissão de NFS-e.

2. Natureza da Operação

Para as empresas que NÃO utilizam a opção de tabela unificada do InvoiCy, devem informar os seguintes valores de natureza da operação:

NaturezaOperacao

3. O sistema não permite:

  • Recepção de RPS sem dados do Tomador (Endereço, Número, código da cidade e UF);
  • Substituição de RPS;

4. Outras Informações

O padrão GENFE não possui uma tag específica de outras informações sobre o RPS a ser emitido, por isso, no cadastro da empresa, deve-se escolher o valor “Sim” para o campo “Concatenar Discriminação e Outras Informações”, como mostra a imagem:

OutrasInformacoes

5. Ambientes

A prefeitura dispõe além do ambiente de produção o ambiente de homologação, para fazer uso deles e consequentemente dos Web Services, é necessário contatar a mesma e fazer a solicitação formal, fornecendo informações como CNPJ e Inscrição Municipal.

Veja um exemplo de XML enviado ao InvoiCy NFS-e, clicando aqui.

Padrão VLCNET – Antigo

Última atualização em: 09 de agosto, 2016

 

O Padrão VLCNET é do tipo TXT, não disponibilizando de Web Services para emissão, consulta e cancelamento de NFS-e, fazendo-se necessário a geração de arquivos para upload no sistema web da prefeitura. Abaixo estão detalhadas as particularidades deste padrão:

1. Número e Série Única do RPS

O padrão VLCNET utiliza somente uma única série para emissão de NFS-e, sendo esta formada apenas pelo caractere “U” (sem aspas), consequentemente, não é permitido que haja repetição dos números de RPS, os números deverão ser utilizados de forma sequencial, a partir da numeração já utilizada para a emissão de NFS-e no sistema web da prefeitura.

2. Natureza da Operação

Tabela com as opções de Natureza da Operação aceitas pela pelo sistema VLCNET:

3. O sistema não permite

  • Inutilização da Nota
  • Substituição de RPS
  • Não dispõe de ambiente de homologação

4. Obrigatoriedade de Informações

De acordo com o manual disponibilizado pela empresa desenvolvedora deste padrão de NFS-e, das 14 informações que compõe o RPS no arquivo TXT, somente 2 não são obrigatórias de se informar, sendo elas: Discriminação do Serviço e a informação de Outros Impostos, sendo que todas as demais informações devem ser preenchidas corretamente a fim de não haverem erros no arquivo TXT a ser gerado.

O campo Outros Impostos, no layout do padrão VLCNET é composto pela concatenação dos valores do PIS, COFINS, CSLL, IRRF e INSS. Então, se o prestador do serviço informar alguns desses valores no layout de integração (ou todos os valores desses impostos), o InvoiCy reconhecerá e formatará esse campo de acordo com o que se pede no manual do padrão VLCNET.

5. Tomador

Para que o prestador de serviço possa emitir uma NFS-e contra determinado tomador, esse tomador deve estar cadastrado no sistema da prefeitura, pois o layout do arquivo que é gerado para upload no sistema web da prefeitura contém somente uma informação que remete ao tomador, sendo ela o campo “CPF/CNPJ do Tomador”.

Para cadastrar um novo tomador, pode-se acessar através do sistema web da prefeitura o menu “MANUTENÇÃO => Cadastro de tomadores”, como mostra a imagem abaixo:

Cadastro de Tomadores

Após ser redirecionado para uma nova tela, basta clicar no botão “Incluir” e após isso informar as informações do tomador de serviço.

Outra forma de cadastrar novos tomadores é realizar a geração de um arquivo TXT, o layout de integração para geração deste arquivo pode ser encontrado no manual disponibilizado no sistema da prefeitura no menu “AJUDA => Manual Online” no item “6. Layout de Importação de Tomadores”.

O padrão VLCNET permite que seja emitido um RPS sem tomador, nesse caso, basta apenas que não se informe as Tags referentes à CPF e CNPJ do Tomador no layout de integração do InvoiCy.

Para emitir um RPS para tomador estrangeiro, deve-se informar o valor para a Tag referente ao “Documento do Tomador Estrangeiro”, além de não poder se informar valores para as Tags de CPF e CNPJ do Tomador.

6. Importação do RPS

Após a geração do arquivo TXT contendo o RPS, é necessário acessar o sistema web da prefeitura e realizar o upload do mesmo. Para isso deve-se primeiramente validar o arquivo, acessando o validador através do menu “MANUTENÇÃO => Validação de RPS”, onde o usuário é redirecionado para a seguinte tela:

Img2

Onde se deve selecionar o arquivo que se deseja importar, e clicar em “Validar”. Após isso, se o arquivo estiver com sua estrutura totalmente correta, o sistema libera para que este arquivo seja importado, através do menu “MANUTENÇÃO => Importação de RPS”, como mostra a imagem:

Img3

Nesta nova tela, além de selecionar o arquivo que se deseja importar, deve-se escolher qual o valor da alíquota do ISS a ser utilizada. Após, basta clicar no botão “Importar”, para realizar a importação do RPS.

7. Importação do Retorno

Como este padrão não tem suporte à Web Services, é necessário exportar um arquivo XML contendo as informações das NFS-e emitidas e que se deseja importar o retorno das mesmas.

Através do menu ”MANUTENÇÃO => Exportação em XML” o usuário é redirecionado para uma tela onde se apresentação 2 tipos de filtros. O primeiro, “Mês/Ano” informa-se quando se deseja gerar o arquivo XML contendo todas as NFS-e geradas na competência escolhida. O Segundo filtro, “NFS-e Inicial e NFS-e Final”, possibilita que o usuário informe o número inicial e o número final de NFS-e que se deseja exportar do sistema, como mostra a imagem:

Img4

Lembrando que além do arquivo de retorno gerado em Base64, obrigatoriamente deve-se informar o valor “XML” para a Tag “ExtensaoArquivo”.

8. Exemplo XML

Segue um exemplo de XML de envio contendo os campos que serão enviados para o InvoiCy NFS-e. Para visualizar o XML de exemplo clique aqui.

 

Padrão VLCNET

Última atualização em: 09 de agosto, 2016

 

O Padrão VLCNET é do tipo TXT, não disponibilizando de Web Services para emissão, consulta e cancelamento de NFS-e, fazendo-se necessário a geração de arquivos para upload no sistema web da prefeitura. Abaixo estão detalhadas as particularidades deste padrão:

1. Número e Série Única do RPS

O padrão VLCNET utiliza somente uma única série para emissão de NFS-e, sendo esta formada apenas pelo caractere “U” (sem aspas), consequentemente, não é permitido que haja repetição dos números de RPS, os números deverão ser utilizados de forma sequencial, a partir da numeração já utilizada para a emissão de NFS-e no sistema web da prefeitura.

2. Natureza da Operação

Tabela com as opções de Natureza da Operação aceitas pela pelo sistema VLCNET:

3. O sistema não permite

  • Inutilização da Nota
  • Substituição de RPS
  • Não dispõe de ambiente de homologação

4. Obrigatoriedade de Informações

De acordo com o manual disponibilizado pela empresa desenvolvedora deste padrão de NFS-e, das 14 informações que compõe o RPS no arquivo TXT, somente 2 não são obrigatórias de se informar, sendo elas: Discriminação do Serviço e a informação de Outros Impostos, sendo que todas as demais informações devem ser preenchidas corretamente a fim de não haverem erros no arquivo TXT a ser gerado.

O campo Outros Impostos, no layout do padrão VLCNET é composto pela concatenação dos valores do PIS, COFINS, CSLL, IRRF e INSS. Então, se o prestador do serviço informar alguns desses valores no layout de integração (ou todos os valores desses impostos), o InvoiCy reconhecerá e formatará esse campo de acordo com o que se pede no manual do padrão VLCNET.

5. Tomador

Para que o prestador de serviço possa emitir uma NFS-e contra determinado tomador, esse tomador deve estar cadastrado no sistema da prefeitura, pois o layout do arquivo que é gerado para upload no sistema web da prefeitura contém somente uma informação que remete ao tomador, sendo ela o campo “CPF/CNPJ do Tomador”.

Para cadastrar um novo tomador, pode-se acessar através do sistema web da prefeitura o menu “MANUTENÇÃO => Cadastro de tomadores”, como mostra a imagem abaixo:

Cadastro de tomadores

Após ser redirecionado para uma nova tela, basta clicar no botão “Incluir” e após isso informar as informações do tomador de serviço.

Outra forma de cadastrar novos tomadores é realizar a geração de um arquivo TXT, o layout de integração para geração deste arquivo pode ser encontrado no manual disponibilizado no sistema da prefeitura no menu “AJUDA => Manual Online” no item “6. Layout de Importação de Tomadores”.

O padrão VLCNET permite que seja emitido um RPS sem tomador, nesse caso, basta apenas que não se informe as Tags referentes à CPF e CNPJ do Tomador no layout de integração do InvoiCy.

Para emitir um RPS para tomador estrangeiro, deve-se informar o valor para a Tag referente ao “Documento do Tomador Estrangeiro”, além de não poder se informar valores para as Tags de CPF e CNPJ do Tomador.

6. Importação do RPS

Após a geração do arquivo TXT contendo o RPS, é necessário acessar o sistema web da prefeitura e realizar o upload do mesmo. Para isso deve-se primeiramente validar o arquivo, acessando o validador através do menu “MANUTENÇÃO => Validação de RPS”, onde o usuário é redirecionado para a seguinte tela:

Img2

Onde se deve selecionar o arquivo que se deseja importar, e clicar em “Validar”. Após isso, se o arquivo estiver com sua estrutura totalmente correta, o sistema libera para que este arquivo seja importado, através do menu “MANUTENÇÃO => Importação de RPS”, como mostra a imagem:

Img3

Nesta nova tela, além de selecionar o arquivo que se deseja importar, deve-se escolher qual o valor da alíquota do ISS a ser utilizada. Após, basta clicar no botão “Importar”, para realizar a importação do RPS.

7. Importação do Retorno

Como este padrão não tem suporte à Web Services, é necessário exportar um arquivo XML contendo as informações das NFS-e emitidas e que se deseja importar o retorno das mesmas.

Através do menu ”MANUTENÇÃO => Exportação em XML” o usuário é redirecionado para uma tela onde se apresentação 2 tipos de filtros. O primeiro, “Mês/Ano” informa-se quando se deseja gerar o arquivo XML contendo todas as NFS-e geradas na competência escolhida. O Segundo filtro, “NFS-e Inicial e NFS-e Final”, possibilita que o usuário informe o número inicial e o número final de NFS-e que se deseja exportar do sistema, como mostra a imagem:

Img4

Lembrando que além do arquivo de retorno gerado em Base64, obrigatoriamente deve-se informar o valor “XML” para a Tag “ExtensaoArquivo”.

8. Exemplo XML

Segue um exemplo de XML de envio contendo os campos que serão enviados para o InvoiCy NFS-e. Para visualizar o XML de exemplo clique aqui.

Padrão SAPITUR

O Padrão SAPITUR segue o modelo padronizado ABRASF. Segue abaixo suas particularidades:

1. Recibo Provisório de Serviços

  • Cada lote de RPS permite no máximo 50 RPS.
  • Importação de RPS após o prazo: No momento da importação, a data do RPS será validada com as configurações do sistema de emissão de NFS-e, caso a data esteja fora do prazo, o RPS será recusado.
  • Tipo de serviço por RPS: Cada recibo provisório deve ter apenas um tipo de serviço informado, com alíquota correspondente e valor total do serviço informado, portanto o item da lista de serviço é um campo obrigatório.
  • O arquivo base64 retornado pelo InvoiCy para que o usuário possa fazer o upload no site da prefeitura deve obrigatoriamente ser salvo na codificação UTF-8 (sem BOM).2. Alíquota

A alíquota informada deve obedecer:

  • Os percentuais definidos pelo município para cada tipo de serviço.
  • O regime de tributação quando a empresa for optante pelo Simples Nacional.
  • A regra para cálculo de ISS quando existir Regime Especial de tributação.
  • A forma de tributação quando o contribuinte for autônomo.

3. O sistema não permite:

  • Consulta da NFS-e
  • Impressão da NFS-e
  • Substituição de Notas Fiscais, apenas pelo sistema da Prefeitura
  • Cancelamento de Notas Fiscais, apenas pelo sistema da Prefeitura

4. Cancelamento

  • Não possui Web Services de cancelamento no sistema, o processo de cancelamento da nota só pode ser efetuado por meio do Sistema da Prefeitura. O cancelamento da nota pode ser efetuado dentro dos 7 dias previstos por lei ou conforme a questão legal da própria prefeitura do seu município.

5. Substituição

  • A substituição de NFS-e só é permitida por meio do sistema web da prefeitura.

6. Tomador de Serviço

  • O XML não tem suporte para RPS de tomadores do exterior, neste caso o prestador de serviços precisa fazer a emissão da nota diretamente pelo Sistema da Prefeitura.
  • Antes de realizar a importação para conversão de RPS em NFS-e, é necessário que os tomadores estejam devidamente cadastrados no Sistema da Prefeitura.
  • As informações de identificação e endereço do tomador são obrigatórias.

 7. Natureza da Operação:

O campo de natureza da operação deverá seguir o padrão ABRASF:

NaturezaOperacao

8. Regime Especial de Tributação

Conforme o padrão ABRASF seguem os seguintes valores para o campo de Regime Especial de Tributação:

RegimeEspecialdeTributação

9. Exemplo XML

Para acessar um exemplo de XML de envio, clique aqui:

Padrão SAPITUR – Antigo

 

O Padrão SAPITUR segue o modelo padronizado ABRASF. Segue abaixo suas particularidades:

1. Recibo Provisório de Serviços

  • Cada lote de RPS permite no máximo 50 RPS.
  • Importação de RPS após o prazo: No momento da importação, a data do RPS será validada com as configurações do sistema de emissão de NFS-e, caso a data esteja fora do prazo, o RPS será recusado.
  • Tipo de serviço por RPS: Cada recibo provisório deve ter apenas um tipo de serviço informado, com alíquota correspondente e valor total do serviço informado, portanto o item da lista de serviço é um campo obrigatório.
  • O arquivo base64 retornado pelo InvoiCy para que o usuário possa fazer o upload no site da prefeitura deve obrigatoriamente ser salvo na codificação UTF-8 (sem BOM).

2. Alíquota

A alíquota informada deve obedecer:

  • Os percentuais definidos pelo município para cada tipo de serviço.
  • O regime de tributação quando a empresa for optante pelo Simples Nacional.
  • A regra para cálculo de ISS quando existir Regime Especial de tributação.
  • A forma de tributação quando o contribuinte for autônomo.

3. O sistema não permite:

  • Consulta da NFS-e
  • Impressão da NFS-e
  • Substituição de Notas Fiscais, apenas pelo sistema da Prefeitura
  • Cancelamento de Notas Fiscais, apenas pelo sistema da Prefeitura

4. Cancelamento

  • Não possui Web Services de cancelamento no sistema, o processo de cancelamento da nota só pode ser efetuado por meio do Sistema da Prefeitura. O cancelamento da nota pode ser efetuado dentro dos 7 dias previstos por lei ou conforme a questão legal da própria prefeitura do seu município.

5. Substituição

  • A substituição de NFS-e só é permitida por meio do sistema web da prefeitura.

6. Tomador de Serviço

  • O XML não tem suporte para RPS de tomadores do exterior, neste caso o prestador de serviços precisa fazer a emissão da nota diretamente pelo Sistema da Prefeitura.
  • Antes de realizar a importação para conversão de RPS em NFS-e, é necessário que os tomadores estejam devidamente cadastrados no Sistema da Prefeitura.
  • As informações de identificação e endereço do tomador são obrigatórias.

 7. Natureza da Operação:

O campo de natureza da operação deverá seguir o padrão ABRASF:

NaturezaOperacao

8. Regime Especial de Tributação

Conforme o padrão ABRASF seguem os seguintes valores para o campo de Regime Especial de Tributação:

RegimeEspecialdeTributação

9. Exemplo XML

Acesse o exemplo de XML de envio, clicando aqui.

Consultar pulos de numeração

Última atualização em: 05 de agosto, 2016

 

Buscando facilitar para os usuários efetuarem o controle dos documentos emitidos por suas empresas, disponibilizou-se no InvoiCy um novo layout de integração para consulta dos pulos de numeração, onde será possível identificar falhas no sequencial da numeração de documentos emitidos para todos os módulos.

Os principais motivos que podem ocasionar falhas no sequencial de envio dos documentos são:

– Documentos emitidos que ainda não estão com status: Autorizado, Cancelado, Inutilizado ou Denegado;

– Pulo de numeração no aplicativo emissor;

– Falha do aplicativo emissor no envio do documento;

– Documentos emitidos que permanecem com status: Pendente, Rejeitado, Contingência Offline, Em conflito, EPEC ou Necessita interação.

O seu primeiro passo é enviar via Web Service o novo layout de integração para efetuar a consulta dos pulos de numeração. A imagem abaixo demonstra a estrutura do layout, onde deve-se informar o CNPJ do emitente, CNPJ da empresa, modelo do documento, tipo de ambiente, série e data de emissão inicial e final, não podendo ultrapassar o período de 31 dias. Clique aqui para efetuar download de um exemplo desse layout.

 

Após efetuar o envio do layout para consulta dos pulos de numeração, deverá retornar o código 100 – Pulos de numeração processados, se o processo foi executado com sucesso. O retorno da consulta segue a seguinte estrutura SOAP.

Para fazer download do XML exibido na imagem clique aqui.

No retorno da consulta irá conter o CNPJ do emissor, modelo e série do documento consultado, Quantidade de pulos de numeração, juntamente com a especificação da sequência dos números que estão faltando, e ainda o código e descrição do retorno.

Caso não encontre pulos de numeração para o período informado, irá retornar a mensagem: 100 – Nenhum pulo de numeração encontrado.

Para facilitar seu entendimento, disponibilizamos também um documento que especifica o layout dos XMLs que devem ser gerados, clique aqui para fazer o download.

Licenciamento das empresas via Web Service

Última atualização em: 20 de abril, 2017

 

Olá! Sempre pensando em facilitar para o usuário o processo de administração de suas empresas, nós disponibilizamos um novo layout de integração para controlar o licenciamento de suas empresas via Web Service.

Na sequência explicaremos o passo a passo de como solicitar, cancelar, bloquear e desbloquear as licenças de uma empresa no InvoiCy.

Estando com a sua empresa devidamente cadastrada em nosso ambiente, você deve enviar via Web Service o novo layout de integração. Se tiver alguma dúvida sobre o cadastro de empresas leia os artigos Cadastrar uma empresa via Interface Web ou Cadastrar uma empresa via Web Service.

A imagem abaixo representa a estrutura desse layout, onde deve-se informar o CNPJ da empresa, tipo de ambiente (1 – Produção, 2 – Homologação), Ação que será executada, Módulo, Modelo de contrato e Autor responsável pela solicitação, destacando que essa informação do Autor é obrigatória.

A tag ação representa o que você deseja fazer em relação a licença,  onde as opções disponíveis são as seguintes: 1 – Solicitar, 2 – Bloquear, 3 – Desbloquear, 4 – Cancelar.

É preciso também escolher o Modelo de contrato desejado, podendo ser 1 – Bilhetagem ou 2 – Licenciamento.

Para efetuar o download do layout XML exibido na imagem, clique aqui.

Após efetuar o envio do layout de licenciamento deverá retornar o código 100 – Licenciamento processado, se o processo foi executado com sucesso. O retorno do licenciamento segue a seguinte estrutura SOAP.

Para fazer download do XML exibido na imagem clique aqui.

Também está disponível o XSD do licenciamento, para acessar clique aqui.

Através da Plataforma InvoiCy será possível acompanhar o histórico de todas as licenças, bem como o autor responsável por cada ação executada. Para isso basta acessar o Painel de Controle, e no grupo Empresa clicar em ‘Módulos contratados’.

Após clicar no ícone “Históricos da licença” presente na grid, conforme demonstra a imagem a seguir.

Na sequência abrirá uma tela apresentando todas as alterações efetuadas para a licença do módulo selecionado. Especificando o tipo de solicitação, Horário de execução, Autor responsável, Origem da solicitação (via tela ou via Web Service) e ação executada. A tela ainda dispõe de filtros para o usuário pesquisar as informações.

Para facilitar seu entendimento, disponibilizamos também um documento que especifica o layout dos XMLs que devem ser gerados, clique aqui para fazer o download.

Se você deseja fazer esse controle de licenciamento de suas empresas através da Plataforma InvoiCy, sem interação com o Web Service também é possível. Para mais informações leia o artigo Licenciamento das empresas.

por brunakalschne Postado em InvoiCy

Release Notes – Versão 1.16.0.0

Versão 1.16.0.0 – 16/08/2016

 

Melhorias na tela inicial do InvoiCy

A nova versão do InvoiCy conta com melhorias na tela inicial, oferecendo mais opções de filtros para agilizar a consulta dos documentos. Juntamente com os filtros básicos de consulta foi acrescentada a opção ‘Mais Filtros’, que disponibiliza opções de filtros mais avançados para facilitar a consulta para você usuário.

Através da opção ‘Mais Filtros’ é possível filtrar pelos documentos emitidos ou recebidos, CPF/CNPJ do Destinatário/Tomador, Status e Modelo dos documentos, documentos emitidos em contingência, faixa de numeração e série, data de emissão ou inclusão, e ainda definir a forma de ordenação dos resultados da consulta. A imagem abaixo representa essa nova opção de filtros da tela inicial.

Destacando que ao utilizar o filtro ‘Todas as datas’ localizado no grupo Data, deve-se fazer a combinação com pelo menos mais um filtro, ou não será possível efetuar a pesquisa devido ao risco de comprometer a performance da aplicação.


Melhorias no Web Service de exportação de documentos

Agora ao efetuar a consulta e exportação de documentos através do novo Web Service disponibilizado na versão anterior do InvoiCy, é possível efetuar consultas filtrando pelo status do documento, enviando a nova tag <StatusDocumento>.

Pode-se também optar por uma consulta resumida do documento, informando a tag <ResumoDocumento> com os valores S ou N.

A imagem a seguir representa as novas tags no layout de consulta. Clique aqui para efetuar download do layout de exemplo. Para mais informações leia o artigo Novo Web Service para consulta e exportação de documentos.

 


Licenciamento de empresas via Web Service

A partir da versão 1.16.0.0 do InvoiCy, você usuário poderá controlar o licenciamento das suas empresas via WS. Para isso foi elaborado um novo layout de integração, que pode ser acessado através do link.

A imagem demonstra o modelo do novo layout, onde deve-se informar o CNPJ da empresa, tipo de ambiente (1 – Produção, 2 – Homologação), Ação que será executada, Módulo, Modelo de contrato e Autor responsável pela solicitação.

Na Plataforma InvoiCy, através da tela de Módulos Contratados será possível acompanhar o histórico das licenças, clicando no ícone “Históricos da licença” presente na grid, onde abrirá uma tela apresentando todas as alterações efetuadas para a licença do módulo selecionado. Para mais informações leia o artigo Licenciamento das empresas via Web Service.


Impressão dos dados do Emitente no DANFE

O Documento Auxiliar de Nota Fiscal Eletrônica – DANFE, também sofreu algumas melhorias na apresentação dos dados do emitente, buscando uma apresentação mais adequada das informações.

A imagem representa o novo layout do DANFE, onde foi ajustado o tamanho da fonte para otimizar o espaço no documento, e assim exibir de forma mais completa as informações do emitente.


Consultar documentos informando um status específico

O processo de consulta de documentos via Web Service também sofreu melhorias. Agora é possível efetuar consultas filtrando pelo status específico do documento, enviando a nova tag <StatusDocumento>.

A imagem a seguir representa a nova tag no layout de consulta. Clique aqui para efetuar download do layout de exemplo. Para mais informações sobre o processo de consulta de documentos leia o artigo Consultando um documento (NF-e, NFC-e, MDF-e ou CT-e) .

 


Consultar pulos de numeração via Web Service

Também é possível consultar via Web Service os pulos de numeração dos seus documentos, através do novo layout de integração desenvolvido.

A imagem demonstra a estrutura do layout, onde deve-se informar o CNPJ do emitente, CNPJ da empresa, modelo do documento, tipo de ambiente, série e data de emissão inicial e final, não podendo ultrapassar o período de 31 dias. Clique aqui para efetuar download de um exemplo desse layout. Para mais informações leia o artigo Consultar Pulos de Numeração.


Melhorias no relatório Leitura X

Por fim, o Relatório da Leitura X, utilizado para conferência das informações do sistema de frente de caixa, também sofreu algumas melhorias. O layout de integração para solicitar a leitura X continua o mesmo, conforme a imagem abaixo.

Leitura X envio

Já o retorno da leitura teve algumas modificações. Agora os blocos de ICMS e ICMSST são agrupados por ICMS e Alíquota, onde os campos Base de Cálculo e Valor são acumulativos.

Foram inseridos novos blocos para PIS e COFINS, e formas de pagamento, conforme imagens abaixo.

No grupo de totalizadores foram adicionados dois novos campos, referente a quantidade de documentos rejeitados (QtdDocsRejeitados) e pendentes (QtdDocsPendentes), como demonstra imagem abaixo.

E por fim também foi incluído um novo campo referente aos valores de acréscimo dos documentos, logo abaixo do campo <TotalDescontos>. A imagem abaixo representa esse novo campo.

Clique aqui para efetuar o download de um arquivo de exemplo de retorno da Leitura X.

Detalhamento da versão

Para conhecer todas as modificações realizadas nessa versão, clique aqui.

Versão 1.16.0.0 – mais detalhes

Confira todas as alterações realizadas na versão 1.16.0.0 do InvoiCy:

Código da solicitação – Descrição

4716 – Melhorias nos filtros e ordenação na grid da tela inicial
3858 – Ordenação dos documentos
4536 – Melhorar filtro por data personalizada
5112 – Quantidade de documentos exibidos na tela hnuc001
5031 – Filtro por tipo de tipo de emissão
5550 – Reassinar documentos pendentes
5816 – Alteração de senha não respeita regras do parâmetro 102
5817 – Apresentar máscara no campo CNPJ
5683 – Implementar melhorias no Web Service de exportação de documentos
5895 – Licenciamento via Web Service
3047- Filtros na tela de Parâmetros do Sistema
4106 – Fila de processos – atualização da empresa
4683 – Mensagem de confirmação ao excluir registros das grids
4718 – Permitir realizar consulta de documentos informando um status específico
3924 – Consulta pulos de numeração
4719 – Consultar pulos de numeração via Web Service
4675 – Exclusão de dados temporários
5208 – Remoção de espaços no endereço de e-mail
5202 – Filtros na tela de empresas do parceiro
5055 – Calendários nas opções de filtros
5881 – Gravar logs de comunicação com o BMS
5866 – Notificações e envio de e-mail aos responsáveis
4988 – Filtro de Status Em Processamento
5480 – Melhorias nos filtros por data
4249 – Usabilidade entre a tela “Empresas que o usuário tem acesso” e a tela “Fila de Processos”
5964 – Envio de e-mail com rejeição de cancelamento fora do prazo
6110 – Otimizar navegações realizadas pela tela inicial

Solicitações do Módulo NFC-e:

5605 – Tela de detalhes do documento – aba Itens – Serviço
5165 e 5763 – Melhorias do relatório da Leitura X
5954 – Importação manual e via Web Service de xml CF-e SAT com problema

Solicitações do Módulo NF-e:

5762 – Impressão dados do Emitente no DANFE
5946 – Retirar máscara da data e hora de saída no DANFE quando não informada
5951 – Comportar todas as informações de endereço referente ao Emitente no DANFE

Solicitações do Módulo NFS-e:

5876 – Replicação do certificado ao Módulo NFS-e
5877- Replicação da Logomarca ao Módulo NFS-e