Padrão SIGCORP Itapira

Última atualização em: 26 de março, 2018

O Padrão SIGCORP Itapira utiliza um modelo próprio de layout de XML. Abaixo estão detalhadas as particularidades deste padrão:

Importante:

Ao cadastrar uma nova empresa deverão ser preenchidos os campos de ‘Usuário’ e ‘Senha’ de autenticação nas configurações de NFS-e da empresa. Este usuário e senha devem ser solicitados com a prefeitura do seu município.

1. O sistema não permite

– Inutilização da Nota;
Substituição de RPS;
Informar o intermediário do serviço;
– Informar valores de desconto (deve ser enviado já descontado no valor do serviço);
– Informar CNAE;
– Informar o código do país do serviço;
Informar o valor da alíquota quando o contribuinte não for Optante do Simples Nacional.

2. Número e Série do RPS

O Padrão SigCORP Itapira não permite que haja repetição do número de RPS, pois o mesmo não diferencia Séries de RPS, portanto cada número de RPS é único, independente qual for a Série utilizada.

3. Tomador estrangeiro

Para efetuar a correta emissão de notas fiscais para o estrangeiro deve-se deixar de informar os seguintes campos:

– Bairro;
– CEP;
– Código do município;
– Endereço;
– Número;
– CNPJ.

Devendo ser informado apenas a razão social do tomador do serviço.

4. Natureza da Operação

Tabela com as opções de Natureza da Operação aceitas pelo sistema SigCORP Itapira:

Natureza da Operação

5. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo do XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

 

Padrão SMARAPDSil WS2

Última atualização em: 14 de março, 2018

O Padrão SMARAPDSil WS2 utiliza o modelo de layout de XML ABRASF 2. Abaixo estão detalhadas as particularidades deste padrão:

1. O sistema não permite:

– Inutilização de RPS.

2. Tomador do exterior

– Deixar vazios os campos de código do município da prestação do serviço;
– Informar o código do país do serviço e também do tomador;
– A Natureza da Operação a ser informada é Exportação.

3. Substituição de NFS-e

Caso o emissor desejar também poderá utilizar o serviço de substituição de notas, e que fará o cancelamento da nota anterior e a emissão de um novo RPS.

4. Intermediário do serviço

Para informar o Intermediário do Serviço será necessário que o mesmo esteja cadastrado no sistema SMARAPDSil WS2 como um contribuinte.

5. Construção Civil

Informações relacionadas à construção civil devem se cadastradas com seu respectivo código de obra, relacionado ao serviço que o mesmo deseja prestar.

6. Impressão

O padrão não disponibiliza link para impressão de notas no modelo da prefeitura.

7. Exportação do Certificado Digital

Para efetuar a comunicação com o web service, deve-se possuir o cadastro correto com o certificado digital anexado ao sistema DEISS. O tipo de extensão permitida pelo sistema é o (.cer). Nesse caso deve-se possuir o certificado instalado em seu notebook ou computador.

O processo de exportação será realizado da seguinte forma; acesse o Internet Explorer que está instalado em sua máquina, em seguida vá ao ícone de  Configurações e Opções da Internet como demonstra a imagem à seguir:

Na tela de Opções da Internet haverá a janela de Conteúdo e possui-se acesso aos Certificados que estão vinculados à sua máquina.

Acessando os Certificados haverá em seguida uma nova janela com as informações de vários certificados, onde os certificados pessoais estão instalados. O certificado que será utilizado para a sua empresa deverá ser exportado, selecionando a opção Exportar conforme o exemplo na imagem:

Em seguida haverá o Assistente de Exportação do Certificado Digital, e dando sequência no Avançar.

Marque a opção ‘Não, Não exportar a chave privada’ e clique em Avançar:

Em seguida deve-se selecionar a opção de ‘X.509 binário codificado por DER(*.cer)’ e Avançar:

Após a escolha do tipo de extensão deve-se  escolher o caminho onde irá salvar o seu certificado exportado, colocando o nome dele (certificado.cer) com o tipo da extensão em seguida Avançar:

Em seguida conclui-se a exportação do certificado.

8. Natureza da operação

Tabela com as opções de Natureza da Operação aceitas pelo sistema SMARAPDSil WS2:

Natureza de operação

9. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo do XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

 

 

Release Notes – Versão 1.33.0.0

Versão 1.33.0.0 – 13/03/0018 – Em produção

Melhorias nos processos de envio de e-mails e envio de documentos pendentes

A nova versão do InvoiCy tem como foco a melhoria dos processos, onde o processo de envio de e-mails foi reformulado para suportar uma demanda maior no envio de e-mails.

Da mesma forma o processo de envio de documentos pendentes também sofreu melhorias para suportar uma demanda maior no processamento dos documentos pendentes.

Novidades da NFS-e

A partir dessa versão as empresas emissoras de NFS-e para o padrão Tinus também poderão configurar na tela de configurações para emissão se desejam receber no retorno o link de impressão da prefeitura, através da configuração ‘Retornar link de impressão da prefeitura, quando disponível’.

Foi criado o novo padrão Betha 1 Sequencial, para a partir de agora enviar as notas de Chapecó de forma sequencial, evitando possíveis rejeições de documentos.

E essa nova versão também possibilitará alterar o município de uma empresa cadastrada para o módulo NFS-e, diretamente na tela dos dados da empresa.

Antecipação de recebíveis

A nova parceria entre a Migrate e TrustHub possibilitará aos clientes do InvoiCy antecipar suas contas a receber. A antecipação funcionará de forma 100% digital, através da Plataforma InvoiCy. Para mais informações leia o artigo Antecipação de recebíveis.

Detalhamento da versão

Para conhecer todas as modificações realizadas nessa versão, clique aqui.

Versão 1.33.0.0

Última atualização em: 13 de março

Confira todas as alterações e melhorias realizadas na versão 1.33.0.0 do InvoiCy, que já está em produção:

Código da solicitação – Descrição

8319 – Melhoria no processo de envio de e-mails: o processo foi reformulado para suportar uma demanda maior no envio de e-mails.

8320 – Melhoria no processo de envio de documentos pendentes: o processo foi reformulado para suportar uma demanda maior no processamento de documentos pendentes.

NFS-e:

8341 – Formato das informações no espelho do RPS: ao imprimir o espelho do RPS, as informações de valores da alíquota serão exibidas em percentual. Na tela de detalhes do documento, aba Valores, o grupo Alíquota também será exibido em percentual.

8281 – Link de impressão do padrão Tinus: empresas emissoras de NFS-e para o padrão Tinus poderão configurar se desejam receber no retorno o link de impressão da prefeitura.

8242 – Padrão Betha 1 Sequencial: criamos o novo padrão Betha 1 Sequencial, para enviar as notas de Chapecó de forma sequencial, de forma a evitar que os documentos sejam rejeitados.

8267 – Informações do tomador do serviço no padrão GINFES: ao receber uma NFS-e sem as informações do tomador do serviço, o documento será autorizado normalmente, pois essas informações não são obrigatórias.

8323 – Envio de NFS-e no padrão SIGCORP Rio Grande: ao receber uma NFS-e onde o código do serviço não esteja de acordo, o documento ficará com seu status rejeitado no InvoiCy. Quando o código do serviço estiver correto o documento será autorizado normalmente.

8298 – Alteração do Município de uma empresa: será permitido alterar o município de uma empresa cadastrada para o módulo NFS-e, através da tela de dados da empresa.

Padrão NFPSe WS

Última atualização em: 20 de agosto, 2018

O Padrão NFPSe WS utiliza um modelo próprio de layout de XML. Abaixo estão detalhadas as particularidades deste padrão.

Importante:

Ao cadastrar uma nova empresa deverão ser preenchidos os campos de ‘Usuário’(Inscrição Municipal) e ‘Senha’ de autenticação nas configurações de NFS-e da empresa, bem como o valor da AEDF (Autorização para Emissão de Documentos Fiscais Eletrônicos) no campo Chave Primaria de Autenticação.

Além disso, se torna necessário preencher os campos Cliente Id e Cliente Secret fornecidos pelo setor de desenvolvimento da prefeitura de Florianópolis, através do e-mail ‘desenvolvimento.nfe@pmf.sc.gov.br’. Devem ser enviados o CNPJ e a Razão Social da empresa para receber o valor destes campos.

Informar em ‘TributMunicipio’ o valor correspondente ao CFPS (Código Fiscal de Prestação de Serviço);

Informar em ‘ItemTributMunicipio’, nos itens do serviço, o valor correspondente ao identificador do CNAE;

Informar em ‘ItemcCnae’, nos itens do serviço, o valor correspondente ao código do CNAE.

1. O sistema não permite:

  • Inutilização da Nota;
  • Substituição de RPS;
  • Tomador do exterior;
  • Informar o intermediário do serviço;
  • Informar valores de desconto (informações desse tipo poderão ser declaradas no campo da descriminação do serviço).

 2. Número e Série do RPS

O Padrão NFPSe WS não permite que haja repetição do número de RPS, pois o mesmo não diferencia Séries de RPS, portanto cada número de RPS é único, independente qual for a Série utilizada.

3. Ocorrências e indisponibilidades

Florianópolis oferece uma página onde é possível acompanhar quando o sistema do município esteve fora do ar: http://status.nfps-e.pmf.sc.gov.br/

4. Natureza da Operação

Tabela com as opções de Natureza da Operação aceitas pelo sistema NFPSe WS:

 

 

5. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo do XML enviado ao InvoiCy NFS-e.

Padrão NF-em

Última atualização em: 02 de março, 2018

O Padrão NF-em utiliza o modelo  de layout de XML ABRASF 1. Abaixo estão detalhadas as particularidades deste padrão:

1. O sistema não permite:

Inutilização da Nota;
Substituição de RPS.

 2. Tomador do exterior

– Não informar o CPF/CPNJ;
– Deixar vazios os campos de código do município da prestação do serviço;
– Deve ser informado o campo do país do tomador do serviço;
– A Exigibilidade do ISS a ser informada é Exportação.

3. Número do processo

Quando Exigibilidade do ISS for Exigibilidade Suspensa por Decisão Judicial ou Exigibilidade Suspensa por Processo Administrativo deve-se informar o Número do Processo.

4. Construção Civil

É possível descrever vários serviços numa mesma NFS-e, desde que relacionados a um único item da Lista de Serviços, de mesma alíquota e para o mesmo tomador de serviço. Quando a legislação do município assim exigir, no caso da atividade de construção civil, as NFS-e deverão ser emitidas por obra.

5. Impressão

O padrão possui disponibilidade de impressão de notas pelo modelo da prefeitura na qual o município está localizado.

6. Natureza da Operação

Tabela com as opções de Natureza da Operação aceitas pelo sistema NF-em:

Natureza da Operação

7. Exemplo XML

Clique aqui para visualizar um exemplo do XML enviado ao InvoiCy NFS-e.